Comunidade em movimento e luta.



Escrito por Vilson às 20h38
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




A Comissão de Moradores de Jardim Romano tem atuado em muitas lutas pela Comunidade, uma delas foi a luta pela construção do CEU Três Pontes, uma luta iniciada no inicio da gestão da prefeita Marta e concluída no segundo mandato do prefeito Gilberto Kassab, essa conquista só se tornou possível devido ao empenho do então vereador Zelão.
Nesta mesma época demos inicio a uma velha luta pela construção da UBS Jardim Romano, através do gabinete do Zelão tivemos agenda com todos os secretários de saúde, desde a gestão Marta e somente agora estamos vendo esta obra sendo concluída.
Tivemos muitas outras lutas, uma delas foi iniciada pelo Maikon que era a sinalização horizontal de parada das vans escolares em frente ao CEU Três Pontes, conquista obtida com o apoio do gabinete do vereador Jair Tatto, também queremos a melhora do acesso do transporte escolar ao CEU.
Temos muitas outras lutas ainda em andamento, uma delas é encontrar formas de lazer para a nossa população, principalmente um campo de futebol, já que tínhamos tantos no passado e hoje já não resta nenhum campo aberto.
Há um espaço, apesar de pequeno, próximo ao rio Tietê, estaremos direcionando nossas forças para conseguir agilizar este espaço para atender a esta reivindicação.
Houve alguns anos atras a promessa do governo do estado de construir um parque linear junto ao rio Tietê, com a construção de um núcleo esportivo em nossa região, continuaremos a cobrar, não só esta promessa, como também o rebaixamento da calha do rio Tietê e seus afluentes para solucionar o problema das enchentes.
Temos o compromisso do vereador Jair Tatto em colocar seu mandato a partir de 2017 a serviço destas lutas, por isso estamos empenhados em sua reeleição.
Muitos podem achar que tudo não passa de discurso de campanha eleitoral, mas o nosso histórico de lutas estão nos nossos álbuns de fotos e oficios encaminhados e as nossas conquistas que só trouxeram benefícios a nossa população.
Por isso continuaremos com o nosso empenho em lutar.
Venha fazer parte de nossa equipe.



Escrito por Vilson às 20h11
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




 

Convenção do PT São Paulo



Escrito por Vilson às 11h00
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Reunião com o secratário da saúde municipal de São Paulo.



Escrito por Vilson às 19h11
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Graças ao apoio do Governo Federal da Presidenta Dilma através do PAC, a Prefeitura de São Paulo esta construindo a UBS (Unidade Básica de Saúde) Jardim Romano II. Obra que está dentro do cronograma e em breve será inaugurada, trazendo mais consultórios, médicos e medicamentos para a saúde preventiva de nossa população.



Escrito por Vilson às 20h50
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]






Escrito por Vilson às 20h19
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]






Escrito por Vilson às 17h58
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Jardim Romano



Escrito por Vilson às 09h20
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Imagens captadas a décadas mas que continuam reais em nossas ruas e no seios de muitas famílias...



Escrito por Vilson às 21h25
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]






Escrito por Vilson às 18h24
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Continuamos na luta pelo Posto de Saúde no Jardim Romano.




Escrito por Vilson às 14h41
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




 



Escrito por Vilson às 18h41
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]






Escrito por Vilson às 19h31
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Jardim Romano

http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/upload/subprefeituras/boletins_das_subprefeituras/2012/2012-12_sao-miguel.pdf



Escrito por Vilson às 13h49
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Jardim Romano e Vila Itaim: o drama das enchentes do rio Tietê



Escrito por Vilson às 13h33
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


Narciso

Narciso, um rapaz que todos os dias se debruçava na margem de um lago para contemplar sua beleza.
Era tão fascinado por si mesmo que certa manhã, caiu no lago e morreu afogado.
No lugar onde caiu, surgiu uma flor, que a chamaram de Narciso.
Mas não é assim que termina a lenda.
Ela diz que, quando Narciso morreu, vieram as deusas do bosque e viram o lago, que antes era de água doce, transformado num lago de lágrimas salgadas.
- Por que você chora? - perguntaram as deusas.
- Choro por Narciso - respondeu o lago.
- Ah, não nos espanta que você chore por Narciso - disseram elas. - Afinal de contas, apesar de sempre corremos atrás dele pelo bosque, você era o único que contemplava de perto sua beleza.
- Mas Narciso era belo? - perguntou o lago.
- Quem melhor que você poderia saber disso? - disseram, surpresas, as deusas - Afinal de contas, era nas suas margens que ele debruçava-se todos os dias para contemplar-se!
O lago ficou quieto por algum tempo. Por fim, disse:
- Choro por Narciso, mas jamais notei que Narciso era belo. Choro porque todas as vezes que ele se debruçava sobre minhas margens, eu podia ver no fundo dos seus olhos a minha própria beleza refletida.
(-_-)
Paulo Coelho


Canto de Passaros



Guerreiros da Rede



Estória de um Amor Platônico



Pai Nosso em Aramaico



Canção do Exílio


"Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá;
As aves, que aqui gorjeiam,
Não gorjeiam como lá.

Nosso céu tem mais estrelas,
Nossas várzeas têm mais flores,
Nossos bosques têm mais vida,
Nossa vida mais amores.

Em cismar, sozinho, à noite,
Mais prazer encontro eu lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

Minha terra tem primores,
Que tais não encontro eu cá;
Em cismar — sozinho, à noite —
Mais prazer encontro eu lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

Não permita Deus que eu morra,
Sem que eu volte para lá;
Sem que desfrute os primores
Que não encontro por cá;
Sem qu’inda aviste as palmeiras,
Onde canta o Sabiá."


Gonçalves Dias


Navio Negreiro



Castro Alves


Pai Nosso



Blog's anteriores

http://vilson.sp.zip.net

http://vilsonol.zip.net




E disse Deus a Vilson ao nascer


"Vá e faça sua parte"



***** Vilson *****

Vilson de Oliveira Lima nasceu em Ivaiporã – PR, filho de Rogério de Oliveira Lima† e Idalci Rosa Lima, dois baianos que retornaram com ele para Tanhaçu - BA aos dois anos de idade.
Vilson passou parte de sua infância morando na zona rural.

Vilson veio para São Paulo – SP com dez anos, morou no Imirim, Pacaembu e mudou-se para o Jardim Romano em janeiro de 1977 com 13 anos.
Iniciou seus estudos na Escola Municipal Armando Cridey Righetti e concluiu o ensino fundamental na EEPG José Bonifácio Andrada e Silva Jardim, onde iniciou-se o seu ativismo pela comunidade. Nesta época o bairro era totalmente carente de iluminação, água, esgotos, pavimentação, lazer e tudo mais que uma comunidade necessita.
Participou e ajudou a fundar algumas entidades como a Sociedade Amigos do Jardim Romano, a Sociedade Amigos Macete e participou da Associação de Amigos da Igreja Católica.
Nesta época também iniciou a sua militância no Partido dos Trabalhadores, partido que milita até os dias de hoje.
Atuou na luta por melhorias na Escola José Bonifácio, Creche do Jardim Romano, pelos esgotos, pelas pavimentações, pelo Viaduto Carlito Maia, pela estação de trem Jardim Romano da CPTM, pelo CEU Três Pontes e pela passarela ligando a Rua Capachós (Jd. Romano) a Rua Guajiru (Jd. das Oliveiras).
Atualmente esta lutando pelo Posto de Saúde, pelos campos de futebol e áreas de lazer no Jardim Romano.
Também está na luta pelo rebaixamento da calha do Rio Tietê, pela melhora do acesso ao viaduto, pelo acesso a Guarulhos e muitas outras lutas junto com lideranças do bairro ( Zelão, Lourival, Kico, Eidê, Geisa, Leonel, Arnaldo, Netinha, Jair, Rosangela e muitos outros que se for colocar aqui vai faltar espaço).
Vilson tem uma irmã, a Vanusa mãe da Beatriz e um irmão o Vladimir, ambos nascidos em São Pauolo.
Vilson vive uma união estável com a Eidê de mais de 10 (dez) anos, tem dois filhos, o Vitor e o Vinicius.

Vilson fez curso técnico em eletrônica no Instituto de Ensino Lavoisier, fez um ano de Engenharia na Universidade São Judas, formou-se em Tecnologia de Redes de Computadores na Universidade Cidade de São Paulo (Unicid).
Cursou Pós-Graduação (Latu Sensu) em Gestão de Infra-estrutura em Telecomunicações na Universidade Presbiteriana Mackenzie. Trabalha á 26 (vinte e seis) anos no setor de Telecomunicações, na área de telefonia (Comutação e Transmissão).
É Supervisor em Telecomunicações.
Trabalhou na Telesp, Telefônica, Flextronics e Relacom. Atualmente trabalha na Huawei.
Vilson mora na Bela Vista, mas continua com sua residência no Jardim Romano, onde mora há mais de 30 (trinta) anos junto com seus familiares, amigos e companheiros de muitas lutas.

*** End ***

My Friend and Father


A Resposta meu Amigo
Está Soprando no Vento


Imagine

Curtindo as águas do Rio de Contas


"O amor é finalmente
um embaraço de pernas,
uma união de barrigas,
um breve tremor de artérias
Uma confusão de bocas,
uma batalha de veias,
um reboliço de ancas,
quem diz outra coisa é besta"

Gregorio de Matos

Esperando por mim

Preciso ter alguem

Estou Mal

Sozinho

Moranguinho do Nordeste

Streets of Philadelfia - Bruce Springteen

Enya - Now We Are Free - Gradiador

Enya - Tell Me Now What You See - King Arthur

Vilson De Oliveira Lima

Criar seu atalho
AMOR É FOGO QUE ARDE SEM SE VER


Amor é fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer;


É um não querer mais que bem querer;
É solitário andar por entre a gente;
É nunca contentar-se de contente;
É cuidar que se ganha em se perder;


É querer estar preso por vontade;
É servir a quem vence, o vencedor;
É ter com quem nos mata lealdade.


Mas como causar pode seu favor;
Nos corações humanos amizade,
Se tão contrário a si é o mesmo Amor?

Luís de Camões

Monte Castelo - Legião Urbana

LEMBRANÇAS DE MORRER


Quando em meu peito rebentar-se a fibra,
Que o espírito enlaça à dor vivente,
Não derramem por mim nem uma lágrima
Em pálpebra demente.


E nem desfolhem na matéria impura
A flor do vale que adormece ao vento:
Não quero que uma nota de alegria
Se cale por meu triste passamento.


Eu deixo a vida como deixa o tédio
Do deserto, o poento caminheiro
Como as horas de um longo pesadelo
Que se desfaz ao dobre de um sineiro;


Como o desterro de minh'alma errante,
Onde o fogo insensato a consumia:
Só levo uma saudade - é desses tempos
Que amorosa ilusão embelecia.


Só levo uma saudade - é dessas sombras
Que eu sentia velar nas noites minhas ...
De ti, ó minha mãe! pobre coitada
Que por minha tristeza te definhas!


De meu pai... de meus únicos amigos,
Poucos - bem poucos - e que não zombavam
Quando, em noites de febre endoudecido,
Minhas pálidas crenças duvidavam.


Se uma lágrima as pálpebras me inunda,
Se um suspiro nos seios treme ainda,
É pela virgem que sonhei... que nunca
Aos lábios me encostou a face linda!


Só tu à mocidade sonhadora
Do pálido poeta destes flores...
Se viveu, foi por ti! e de esperança
De na vida gozar dos teus amores.


Beijarei a verdade santa e nua,
Verei cristalizar-se o sonho amigo ...
Ó minha virgem dos errantes sonhos,
Filha do céu, eu vou amar contigo!


Descansem o meu leito solitário
Na floresta dos homens esquecida,
À sombra de uma cruz, e escrevam nela:
Foi poeta - sonhou - e amou na vida.


Sombras do vale, noites da montanha
Que minha alma cantou e amava tanto,
Protegei o meu corpo abandonado,
E no silêncio derramai-lhe canto!


Mas quando preludia ave d'aurora
E quando à meia-noite o céu repousa,
Arvoredos do bosque, abri os ramos.
Deixai a lua pratear-me a lousa!

Álvares de Azevedo


Jean Michel Jarre - Rendezvous-IV


Pe Leo


Matéria e Espírito


Oração de São Jorge



Daniel Godri



Nunca Deixe de Voar



Voo dos gansos - Motivacional

Poemas e Frases


Aprendi que não posso exigir o amor de ninguém...
Posso apenas dar boas razões para que gostem de mim...
E ter paciência para que a vida faça o resto...
William Shakespeare


O amor não se vê com os olhos mas com o coração.


A amizade é um amor que nunca morre.


Ninguém pode fugir ao amor e à morte.


As mais lindas palavras de amor são ditas no silêncio de um olhar.


Amar é sentir na felicidade do outro a própria felicidade.
Gottfried Wilhelm


"Amor quando é amor não definha
E até o final das eras há de aumentar.
Mas se o que eu digo for erro
E o meu engano for provado
Então eu nunca terei escrito
Ou nunca ninguém terá amado."
William Shakespeare


A Lenda da Águia


O ser humano é o único animal na natureza, que tem pena de si mesmo

 
Histórico
Blogs do Vilson
  Vilson & Comunidade 01
  Vilson & Comunidade 02
  Vilson - Blospot
  Vilson no Youtube
  Vilson - Panoramicas
  Vilson - Facebook
  Vilson - Twitter
  Vilson PPS
  Vilson Orkut
  Vilson - Sonico
Votação
  Dê uma nota para meu blog